Conheça Fundão, no Espírito Santo

#AquiTemInstaCasa: conheça Fundão, parte do Caminho dos Imigrantes

A InstaCasa segue desbravando novos caminhos pelo vasto território nacional. Dessa vez, a série #AquiTemInstaCasa desembarca no município de Fundão, no Espírito Santo. Na cidade, começamos a trabalhar no empreendimento Palm Garden – Praia Grande, em parceria com a Lotes CBL.

Para conhecer um pouco mais sobre a cidade, que faz parte do chamado “Caminho dos Imigrantes”, um roteiro inesquecível em torno de 8 municípios do Espírito Santo, cheio de surpresas, com um clima super agradável e um povo bastante acolhedor, siga a leitura!

Belezas naturais e aventuras em Fundão

Por ser parte da rota “Caminho dos Imigrantes”, o município de Fundão reserva muitas surpresas para quem decide desbravá-lo. O município está localizado a apenas 53 km da Capital do Espírito Santo, e faz parte da região Metropolitana da Grande Vitória, tornando-se um prato cheio para quem decide se aventurar no interior.

Fundão é um paraíso a ser descoberto e que possui o que o Espírito Santo tem de melhor: o município é a definição perfeita de uma das maiores características do Estado, que é a proximidade do mar com as montanhas. Fundão oferece, aos seus turistas, praia e montanha dentro de seu próprio território, contando ainda com a natureza exuberante, além do rico passado cultural deixado por seus antepassados, sejam estes europeus, africanos ou indígenas.

Mesmo sendo interiorana, a cidade não deixa de oferecer toda uma rede de serviços necessários ao desenvolvimento turístico do município. Desse modo, Fundão se apresenta como um município com vocação turística, agregando valores fundamentais ao turismo histórico-cultural: Sol e praia, “agroturismo”, ecoturismo, turismo de aventura e também turismo social e de lazer.

Aventuras em Fundão
Imagem: YouTube

Cidade produtora de mel

De acordo com dados disponibilizados pela Prefeitura Municipal de Fundão, na cidade, são produzidas pelo menos 70 toneladas de mel por ano.

Em Fundão, uma cooperativa foi fundada para profissionalizar o negócio. Essa cooperativa tornou-se, ao longo dos anos, garantia de renda e de trabalho para as famílias dos associados. Nessa associação dos apicultores do município, no ano de 2017, existiam 16 sócios. Entretanto, na Academia do Mel, envolvidas diretamente, existem mais de 100 pessoas. Isso porque o processo envolve a família do apicultor, desde a produção da colheita do mel até a sua extração e venda.

Fundão é uma cidade produtora de mel.

Breve história de Fundão

A construção da Estrada de Ferro Vitória a Minas, passando pela fazenda Taquaraçu, de Cândido Vieira, deu origem à formação de um núcleo populacional às margens do Rio Fundão, conhecido por suas fundas águas. Em 5 de julho de 1903, o então vilarejo tornou-se sede do distrito com o nome de Fundão pela Lei Estadual nº 311, e passou a município também em um 5 de Julho, mas no ano de 1933 . Quinze anos depois, o distrito de Nova Almeida foi integrado ao município da Serra. Na partilha territorial do Estado, o município ganhou Praia Grande, de mar aberto e calmo, na foz do Rio Reis Magos.

Além de Praia Grande, correspondente à área urbana do litoral, o município de Fundão possui outros dois distritos: Timbuí, que é a área urbana mais próxima da sede, e Irundi, uma denominação da área rural próxima à divisa com o município de Santa Teresa.

Imagem que relata a história de Fundão
Imagem: Biblioteca IBGE

Turismo em Fundão

Como falamos anteriormente, o turismo em Fundão é muito particular por oferecer opções de praia e montanha na mesma região, o que é uma exclusividade da cidade, no Estado do Espírito Santo.

Acessível pela rodovia ES-010, o litoral de Fundão apresenta recifes naturais propícios para mergulho e pesca, areias compactas, restinga e castanheiras. Sua principal atração turística é Praia Grande, também conhecida como Joaripe. Nela, fica o estuário do rio Reis Magos. Praia Grande tem estrutura de hospedagem e alimentação com pousadas, hotéis, camping, aluguel de imóveis, restaurantes, bares e quiosques. Devido à restrição de urbanização à beira da praia, seus aspectos naturais estão preservados.

A praia do Rio Preto, na divisa entre Fundão e Aracruz, e a Enseada das Garças, são pouco frequentadas, com areias finas. A praia do Rio Preto, a 100 metros da ES-010, é bem conservada, com áreas de reserva de Mata Atlântica e ondas altas ideais para a prática do surfe. Já a Enseada das Garças, entre a ponta Flecheira e a ponta Fortaleza e a 500 metros da ES-010, tem muitas algas marinhas e fundo com muitas pedras e lama.

Quando falamos dos picos mais altos de Fundão, no interior do município, o pico do Goiapaba-Açu, acessível pela rodovia ES-261, abriga um viveiro de mudas de plantas nativas e um laboratório de mudas de orquídeas, bromélias e plantas frutíferas. O parque possui trilhas, mirantes naturais, cachoeiras, nascentes, vales e, como estrutura para atender visitantes, há um centro de eventos. Do alto, é possível ver várias cidades da região. Também é possível fazer turismo de aventura no parque, na forma de voo livre, parapente e enduro.

Montagem com alguns dos principais pontos turísticos de Fundão
Da esquerda para a direita: Praia Grande (Praias 360), Praia do Rio Preto (Terra Capixaba), Enseada das Garças (Praias 360) e Pico do Goiapaba-Açu (IEMA/ES)

E aí, já adicionou Fundão no seu roteiro turístico pós-vacina? Conta pra gente nos comentários! Ah, e se você quer continuar acompanhando a série #AquiTemInstaCasa, além de diversos outros artigos sobre arquitetura, tecnologia, loteamentos e inovação, assine nossa newsletter e fique por dentro dos nossos conteúdos semanais.

*Imagem da capa: G1

Faça parte do mundo de Arquitetura e Tecnologia para Loteamentos.

Assine nossa Newsletter e descubra como!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.
Ops! Captcha inválido, por favor verifique se o captcha está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.