Município de Varginha visto de noite.

#AquiTemInstaCasa: 5 curiosidades sobre Varginha/MG

Todo mundo gosta do Estado de Minas Gerais, não é mesmo? Povo simpático, comida de forno inigualável, cafézinho passado na hora fora de série, pão de queijo divino. O interior, então… Ô lugar massa, calmo e bom pra visitar! Pensando nisso, no artigo dessa semana, viemos falar sobre o município de Varginha. Certamente você já ouviu falar sobre esse lugar, mas por razões, digamos, “sobrenaturais”.

Dando continuidade à série da hashtag #AquiTemInstaCasa, falaremos sobre o peculiar município de Varginha, no oeste mineiro. Chegamos à cidade localizada a 318 quilômetros da capital, Belo Horizonte, no empreendimento Praça da Mata, da Teriva Urbanismo.   

Hoje, porém, queremos trazer mais informações relevantes para quem está pensando em construir uma casa do zero na região. Apresentamos essas curiosas informações pois sabemos que, quando alguém pensa na casa dos sonhos, leva em consideração, entre diversos fatores, a região onde irá construí-la.

Então, #VemComAGente e descubra os encantos de uma das mais famosas cidades mineiras e, também, do Brasil.

#AquiTemInstaCasa: 5 curiosidades sobre Varginha/MG
Fonte da foto: Prefeitura Municipal de Varginha

1 – Capital da ufologia no Brasil graças ao ET de Varginha

Já ouviu falar sobre o famoso caso do ET de Varginha? Pois é! Ele “desembarcou” no município com população estimada de 135.558 pessoas (IBGE 2019), no ano de 1996. A lenda urbana é mais conhecida como o “acidente ufológico” mais notável do gênero em todos os tempos no Brasil.

De acordo com a Revista IstoÉ, na ocasião, três garotas relataram ter ficado frente a frente com um extraterrestre. O fascínio da história, além desse contato imediato de terceiro grau, estava ligado a um fato defendido pela comunidade ufológica, que patrocinou uma romaria à cidade mineira. Segundo a comunidade, o Exército Brasileiro, a Polícia Militar e o Corpo de Bombeiros teriam capturado, em 20 de janeiro de 1996, duas criaturas de outro planeta e as encaminhado para análises em hospitais e necrópsia em Campinas, no Estado de São Paulo.

Mesmo que essa história tenha sido desmentida por autoridades e pelos mais céticos moradores da região, o misticismo que envolve essa história ainda é preservado. Na cidade, diversos monumentos e eventos dão continuidade à fama sobrenatural. Para quem tem curiosidade ou gosta de pesquisar sobre extraterrestres e OVNIs, Varginha é o destino ideal em território brasileiro.

2 – Caso do Memorial do ET de Varginha

O Memorial do ET, que foi projetado para ser uma espécie de museu de ufologia, está inacabado desde 2008, ano em que foi anunciado. O local é uma referência a suposta aparição alienígena citada acima. Dois anos depois, o terreno foi escolhido, com previsão de término das obras para dezembro de 2013. Só que no ano seguinte, só 40% da construção estava concluída.

Varginha marcou, então, o término para outubro de 2015, e mais uma vez nada. Posteriormente, uma nova licitação foi feita e a empresa que assumiu o trabalho adiantou boa parte do acabamento.

Sem a finalização, em 2018, a Prefeitura disse que o local seria um ponto de apoio da Polícia Militar e da Guarda Municipal. Acontece que, em junho de 2019, a Prefeitura Municipal e a Companhia de Saneamento de Minas Gerais (Copasa) assinaram um acordo de cooperação. Tal acordo previa a implantação do Centro de Educação Ambiental (CEAM) para ações de proteção de recursos naturais e educação no Memorial do ET, no alto da Vila Paiva.

Até o momento, o “Memorial do ET” não recebeu nenhuma destinação oficial.

Até o momento, o “Memorial do ET” não recebeu nenhuma destinação oficial.
Fonte da foto: G1

3 – A transição de Catanduvas para Varginha

Varginha já foi chamada de Catanduvas e Espírito Santo das Catanduvas. De acordo com dados oficiais levantados pela Prefeitura Municipal de Varginha, a história da cidade tem início na segunda metade do século XVIII.

Na época, os governadores-gerais do Estado do Brasil eram chamados de vice-reis. Varginha foi, então, elevada à categoria de paróquia (freguesia), vila, município e cidade durante a vigência do II Reinado, período que vai de 1831 a 1889.

A elevação à sede de comarca ocorreu em 1890, quando o Brasil já era República, proclamada no ano anterior, sob a presidência do marechal Manuel Deodoro da Fonseca.

O esquema cronológico-evolutivo de Varginha, por isso, fica assim:

  • – Povoado (1763-1785-1807);
  • – Curato (1807-1850);
  • – Paróquia/Freguesia (1850-1881);
  • – Vila (1881-1882);
  • – Município (1881);
  • – Cidade (1882).

A criação de prédios públicos, o fim da escravatura e a vinda de imigrantes italianos foram as principais razões para o progresso do município mineiro.

A criação de prédios públicos, o fim da escravatura e a vinda de imigrantes italianos foram as principais razões para o progresso do município mineiro.
Fonte da foto: Prefeitura Municipal de Varginha

4 – A famosa festa das Folias de Reis de Varginha

A Folia de Reis é considerada um patrimônio imaterial da cidade de Varginha/MG desde janeiro de 2017, por determinação do Conselho Estadual do Patrimônio Cultural.

A tradição das Companhias de Santos Reis passou a integrar o folclore de Varginha em meados de 1930. De acordo com o Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico de Minas Gerais (Iepha-MG), a tradição tem origem ibérica. Ela faz parte das celebrações mais antigas e difundidas no estado de Minas Gerais e no Brasil.

A tradição das Companhias de Santos Reis passou a integrar o folclore de Varginha em meados de 1930.
Fonte da foto: Prefeitura Municipal de Varginha

A festa recebe esse nome pois trata-se de um cortejo religioso que ocorre entre o Natal e a Festa de Reis, no dia 6 de janeiro. É uma homenagem aos Três Reis Magos e a Jesus. A peregrinação dos Reis e a visita que fizeram à gruta, conforme diz o texto da Bíblia Sagrada são encenadas por jornadas. Estas, são feitas por grupos de ‘’cantadores’’ e violeiros, que caminham de casa em casa, com a bandeira dos Santos Reis, abençoando as famílias e seus presépios. Cantam preces, versam, dançam e rezam quando chegam e então partem das residências.

A festa recebe esse nome pois trata-se de um cortejo religioso que ocorre entre o Natal e a Festa de Reis, no dia 6 de janeiro.
Fonte da foto: Prefeitura Municipal de Varginha

Ao longo dos anos, se tornou um componente de considerável importância na construção do imaginário, identidade e memória individual e coletiva dos mineiros. As Folias de Reis de Varginha reúnem, por exemplo, diversas práticas culturais, saberes, formas de expressão, ritos e celebrações, representando uma parte importante do patrimônio cultural mineiro.

As Folias de Reis de Varginha reúnem, por exemplo, diversas práticas culturais, saberes, formas de expressão, ritos e celebrações, representando uma parte importante do patrimônio cultural mineiro.
Fonte da foto: Prefeitura Municipal de Varginha

5 – Belezas naturais e homenagens ao ET de Varginha

A cidade de Varginha conta com diversos pontos turísticos, entre eles:

Estátuas

Marcada pela história do ET de Varginha, a cidade construiu estátuas alusivas ao extraterrestre em pontos da cidade. Elas são atrações para quem chega na cidade, uma vez que todos querem uma foto com o mais ilustre visitante desta parte do território mineiro;

Marcada pela história do ET de Varginha, a cidade construiu estátuas alusivas ao extraterrestre em pontos da cidade.
Fonte da foto: Prefeitura Municipal de Varginha

Caixa d’água Nave Espacial de Varginha

Um dos pontos mais visitados da cidade é a Nave Espacial de Varginha. O monumento foi construído em 2001 e tem 20 metros de altura;

Um dos pontos mais visitados da cidade é a Nave Espacial de Varginha.
Fonte da foto: G1

Theatro Capitólio

Foi fundado em 1927 e possui uma bela arquitetura. Carrega, em seu histórico, valiosas apresentações de música, teatro e dança. O prédio ainda recebe, por exemplo, eventos com a presença de importantes personalidades. Além da beleza do prédio, o Theatro também oferece programações para todos os gostos e idades;

Foi fundado em 1927 e possui uma bela arquitetura.
Fonte da foto: Fundação Cultural de Varginha

Parque Zoobotânico Doutor Mário Frota

O parque ocupa uma área de quase 5 hectares e abriga por volta de 50 espécies. Existem, em média, cerca de 350 animais no local. Surgiu com a iniciativa do médico Mário Frota. A inauguração do mesmo se deu em 1966 com a construção dos primeiros recintos de animais e, em 1967, a área foi declarada de utilidade pública.

O parque ocupa uma área de quase 5 hectares e abriga por volta de 50 espécies. Existem, em média, cerca de 350 animais no local.

Parque Municipal Novo Horizonte

Implantado próximo ao parque Zoobotânico e ocupando área de 27 mil m² (quase três hectares), o parque Novo Horizonte foi criado em 1987. Sua mata nativa foi enriquecida com algumas espécies exóticas e abriga um número considerável de aves e pequenos animais silvestres;

Implantado próximo ao parque Zoobotânico e ocupando área de 27 mil m² (quase três hectares), o parque Novo Horizonte foi criado em 1987
Fonte da foto: Fundação Cultural de Varginha

Parque Florestal São Francisco de Assis

Em 1976, uma grande área municipal de mata natural de 60 hectares, situada junto ao Bairro São Francisco. Foi declarada, por lei municipal, Parque Florestal Municipal. Em 1982, a área foi ampliada para 110 hectares e denominada Parque Florestal São Francisco de Assis, considerado santo protetor da fauna e da flora. É, hoje, centro de pesquisas, estudos e educação ambiental para a cidade, sendo visitado, por exemplo, por escolas do município e da região, além de curiosos;

É, hoje, centro de pesquisas, estudos e educação ambiental para a cidade, sendo visitado, por exemplo, por escolas do município e da região, além de curiosos;
Fonte da foto: Fundação Cultural de Varginha

Parque Centenário

Ocupando uma área de 175.600 m² (17,5 hectares), o Parque Centenário foi criado em 1992. Assim, a área conta com uma pequena mata natural e abriga três nascentes, que alimentam o seu grande lago central e as duchas para crianças. Ainda, outros equipamentos urbanos como bancos, sanitários e mesinhas – além de caminhos e trilhas, por exemplo – transformaram essa área em outro belo parque urbano;

Ocupando uma área de 175.600 m² (17,5 hectares), o Parque Centenário foi criado em 1992.
Fonte da foto: Fundação Cultural de Varginha

Morro do Chapéu

É considerada uma das mais belas paisagens da região. De acordo com o Blog do Madeira, do topo, é possível avistar 12 cidades: Campo do Meio, Alfenas, Paraguaçu, Carvalhópolis, Elói Mendes, Varginha, Campanha, Paraguaçu, Três Corações, São Thomé das Letras e Lavras. Também é possível visualizar um “braço” da represa de Furnas;

É considerada uma das mais belas paisagens da região.
Fonte da foto: Blog do Madeira

Lago de Furnas

Com 1.406,26 km² e 3.500 km de perímetro, é considerado o “mar doce de Minas”. É o maior lago em extensão do Estado e um dos maiores lagos artificiais do mundo. Estão localizados em sua área 34 municípios, sendo Varginha um deles;

É o maior lago em extensão do Estado e um dos maiores lagos artificiais do mundo.
Fonte da foto: Folha de São Paulo

Fazenda Experimental de Varginha

De acordo com dados da Fundação Procafé, na Fazenda Experimental de Varginha (FEV) desenvolvem-se pesquisas científicas voltadas para os estudos de técnicas modernas de manejo da lavoura cafeeira. Também, de desenvolvimento de novas variedades de café mais estáveis. No local, encontra-se, ainda, uma Estação de Avisos Fitossanitários que gera informações climáticas, fenológicas e relacionadas a ocorrência de pragas e doenças;

De acordo com dados da Fundação Procafé, na Fazenda Experimental de Varginha (FEV) desenvolvem-se pesquisas científicas voltadas para os estudos de técnicas modernas de manejo da lavoura cafeeira.
Fonte da foto: Fundação Procafé

Conjunto Arquitetônico e Paisagístico da antiga Usina da Ilha Grande

Este conjunto foi abrigado com a formação de uma espécie de ilha artificial. Ela está totalmente integrada ao meio ambiente natural, formando um conjunto de peculiar beleza paisagística. De acordo com os mais velhos, a usina dispunha, antigamente, de uma capacidade de geração de energia que atendia a cidade de Varginha e a uma grande quantidade de municípios. Isso favorecia, por exemplo, o crescimento e desenvolvimento industrial e econômico do sul de Minas, o que denota a sua importância histórica para a memória do setor energético e do desenvolvimento da região.

Possui sua importância histórica para a memória do setor energético e do desenvolvimento da região.
Fonte da foto: Fundação Cultural de Varginha

Depois de tanta história, ficou curioso para conhecer a cidade de Varginha? Se já passou ou ainda passar por lá, não esqueça de nos avisar na caixa de comentários abaixo! 😉

A InstaCasa está presente em Varginha no empreendimento Praça da Mata, da Teriva Urbanismo, o primeiro bairro realmente planejado de Varginha. Saiba mais sobre esse empreendimento aqui.

Se achou esse post relevante, assine nossa newsletter e receba conteúdos em primeira mão!

Faça parte do mundo de Arquitetura e Tecnologia para Loteamentos.

Assine nossa Newsletter e descubra como!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.