Capa ilustrando jovens em um bairro inteligente

Bairros inteligentes e você: conheça o Smart City Indaiá

Quando você pensa em um bairro inteligente, qual é a primeira ideia que chega à sua cabeça? Uma praça com Wi-Fi? Bancos com entrada USB para o carregamento do seu smartphone? Um bairro inteligente é tudo isso e muito mais, é a nova tendência buscada por quem sonha em comprar um lote e construir sua casa em uma vizinhança atrativa.

Um bairro inteligente, assim como as smart cities, utiliza a estrutura disponível de forma eficiente e sustentável, prezando sempre pela qualidade de vida de seus moradores. A conectividade das estruturas permite novas experiências aos cidadãos, que vivenciam e compartilham informações em tempo real.

Queremos aproximar essa experiência Smart City de você, por isso batemos um papo com a Gerente de Marketing e Inovação do Grupo Zarin, Marcella Santos, e trouxemos, em primeira mão, todas as novidades sobre o Smart City Indaiá, considerado o primeiro bairro inteligente de Indaiatuba. O novo empreendimento abraça a tecnologia e a natureza, tornando-se um case único na região.

Tecnologia a serviço do desenvolvimento econômico

Como explicamos anteriormente, um bairro inteligente deve utilizar a estrutura disponível de forma eficiente. Isso significa que, assim como uma smart city, este bairro deve promover o desenvolvimento econômico da região, facilitando o desenvolvimento de novos projetos e empresas.

Por isso Marcella Santos nos conta como foi grande a preocupação com a convivência e qualidade de vida dos futuros moradores, aliando a tecnologia disponível no mercado a toda a estrutura de lazer do local para uma experiência de vida completa:

“Mesmo se tratando de uma bairro aberto, entregaremos um lazer espetacular, completo para todas as idades, com itens como: espaço para churrasco, redário, playgrounds, espaço para shows, foodtrucks e feiras, quadras de basquete, vôlei e futebol, campo de futebol, pista de skate, pista de bats, espaço PET, pista de cooper e horta comunitária. Além disso, teremos um amplo espaço de lazer para idosos, com mesas de dama e xadrez, academia e uma pista de bocha, cercado de um maravilhoso paisagismo. Entregaremos pontos de acesso ao Wi-Fi gratuito, estações de energia ao longo do espaço de lazer, com captação de energia solar, um aplicativo do bairro para moradores, ciclofaixa e bicicletário, com pontos de reciclagem, explicou.

Espaços disponíveis no Smart City Indaiá, o primeiro bairro inteligente de Indaiatuba e região.
Imagens: Grupo Zarin

Soluções de moradia e construção diversificadas e planejadas

O empreendimento possui uma proposta de bairro planejado com lotes diversificados e soluções populares de moradia:

“O nosso projeto contempla 3 categorias: lotes residenciais, lotes mistos (comercial/residencial) e uma fase de casas populares (queremos inovar o conceito de casa popular no Brasil, a partir de um projeto diferenciado que está em desenvolvimento)”, disse.

Marcella Santos

Projetos InstaCasa para soluções de moradia específicas da região

De acordo com a profissional, a parceria com a InstaCasa funcionará como um presente para o cliente. “Ainda pensando nos serviços e produtos ofertados para os clientes, na compra de um lote, eles receberão, sem custos adicionais do Grupo Zarin, projetos arquitetônicos desenvolvidos pela InstaCasa e, também, uma consultoria especializada para ajudá-los na escolha das melhores plantas. Muito além do produto que estamos adquirindo (ao comprar os projetos e presentear os clientes), a InstaCasa tem tudo a ver com o Smart City e com a nossa empresa, uma startup jovem, que pensa no futuro, que desenvolve tecnologia para atendimento do mercado imobiliário e que trabalha em parceria para o sucesso de ambas as marcas”, explicou Santos.

Projeto Salem, desenvolvido pelo time de arquitetura da InstaCasa para o Smart City Indaia.
Projeto Salem, desenvolvido pelo time de arquitetura da InstaCasa para o Smart City Indaia

Democratização de projetos de arquitetura para o público econômico

Uma outra preocupação da loteadora e que foi resolvida a partir da parceria com a InstaCasa foi a de democratização da arquitetura no Brasil. Sabemos que, no geral, apenas 14,60% dos brasileiros economicamente ativos que fizeram uma construção efetivamente contrataram os serviços de projeto de um arquiteto ou engenheiro (análise de dados encomendada pelo Conselho de Arquitetura e Urbanismo). Então, como atrair um público econômico para o mercado imobiliário em seu “mundo perfeito”, ou seja, com projetos e obras de qualidade?

“O Smart City será comercializado para um público predominantemente C, que em sua maioria, possui uma certa dificuldade de acesso a projetos bem pensados e bem elaborados. Com a InstaCasa, elevamos o nível de construção (gerando uma valorização do bairro) e proporcionamos mais qualidade de moradia aos clientes”, resumiu.

Se achou esse artigo relevante, assine nossa newsletter e fique por dentro dos nossos conteúdos semanais.

Faça parte do mundo de Arquitetura e Tecnologia para Loteamentos.

Assine nossa Newsletter e descubra como!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

1 Comentário

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.