Colaboração entre arquitetos e engenheiros Colaboração entre arquitetos e engenheiros

Colaboração entre arquitetos e engenheiros: conheça as vantagens

5 minutos para ler

Quando você começa a pensar na construção de uma casa, certamente dois profissionais vêm à sua mente: arquitetos e engenheiros. De fato, a criação de um projeto de arquitetura e o processo de construção de uma casa andam de mãos dadas. Esses dois profissionais trabalham lado a lado e contam com a ajuda um do outro para atender aos requisitos dos clientes, cumprir com regras e padrões, alcançar a coerência do projeto e, dessa forma, realizar uma construção segura e de alto desempenho.

Com colaboração, arquitetos e engenheiros definem a qualidade e a segurança da construção que está sendo realizada. Para concluir com sucesso o processo dentro do orçamento e sem exceder o tempo de execução previsto, é importante que eles trabalhem em sincronia.

Na prática, as responsabilidades de arquitetos e engenheiros muitas vezes se sobrepõem. Mas, afinal, quais são as responsabilidades de cada um e como a colaboração entre esses dois profissionais ajuda na construção da sua casa?

Arquitetos e engenheiros trabalhando em um projeto em colaboração

Entendendo as responsabilidades

Através de um ponto de vista mais tradicional, o arquiteto é visto como a pessoa que imagina e desenha o projeto de uma construção. Já o engenheiro é a pessoa que viabiliza todas as soluções para tornar a ideia em algo real. Porém, as colaborações mais inovadoras entre arquitetos e engenheiros tornam essa linha bastante tênue.

Responsabilidades de um arquiteto

Embora a maioria das pessoas acredite que os arquitetos estão limitados a desenhar projetos de arquitetura, a profissão abrange responsabilidades muito além. Os clientes contratam arquitetos para projetar edifícios em uma ampla gama de escalas, seja uma única casa ou um bairro inteiro.

Arquiteto é uma palavra derivada do latim architectus, que surgiu das palavras gregas arkhi (chefe) e tekton (construtor). Seguindo essa linha, esses profissionais são qualificados para planejar, projetar e supervisionar construções, sendo muitas vezes o cérebro por trás de toda a operação. É responsabilidade dos arquitetos pensar o edifício como um todo e definir sua direção conceitual, bem como a forma como as pessoas o utilizarão e como ele irá interagir com os elementos do seu entorno.

Além disso, um arquiteto é responsável pela segurança, viabilidade e valor econômico de um edifício ou estrutura, sempre buscando garantir que as necessidades dos clientes sejam atendidas.

Hoje, os arquitetos também estão cada vez mais preocupados em garantir que as construções funcionem de forma eficiente e sustentável, utilizando o mínimo de energia possível; e esses critérios geralmente exigem um trabalho intenso de gerenciamento técnico.

Responsabilidades de um engenheiro

De forma geral, os engenheiros são responsáveis por projetar e coordenar materiais, estruturas e sistemas que ajudarão no processo de construção.

Eles costumam trabalhar como gestor da obra, atuando com equipes maiores e mais especializadas, lidando com diversos fornecedores e sendo os responsáveis por compatibilizar os projetos e alinhar os prazos de materiais, equipamentos e pessoas.

Assim, enquanto os arquitetos buscam atender às necessidades e desejos dos clientes, os engenheiros encontram maneiras para garantir a execução de forma segura e estável, além de criar projetos mais específicos, como de infraestrutura, fundações, sistemas elétricos e assim por diante.

Como a colaboração entre arquitetos e engenheiros pode ajudar na construção?

Ao trabalharem de forma colaborativa em um projeto, arquitetos e engenheiros alcançam os melhores níveis de criatividade e eficiência. Enquanto os engenheiros contribuem com seu conhecimento prático e gerencial, o arquiteto preserva os desejos do cliente e todo o conceito do projeto.

Veja abaixo as vantagens de uma colaboração bem-sucedida entre arquitetos e engenheiros:

Inovação: Ao serem desafiados a compreender e abraçar outros pontos de vista, arquitetos e engenheiros ganham novos conhecimentos e habilidades para resolver problemas, permitindo que as contribuições de cada profissão se somem.

Desempenho estrutural: Ao trabalharem de forma colaborativa, arquitetos e engenheiros podem juntos encontrar soluções estruturais que apoiem objetivos arquitetônicos ao mesmo tempo que garantem o desempenho estrutural necessário para o edifício.

Custo-Benefício: Fundações, vigas, pisos e paredes internas e externas representam uma boa parcela dos custos totais de uma obra. Em colaboração, engenheiros e arquitetos podem chegar a um consenso para a criação de um projeto econômico, de acordo com o orçamento de cada cliente.

Menos retrabalho: A colaboração efetiva entre arquitetos e engenheiros resulta em retrabalho reduzido e dá a você um planejamento mais assertivo da sua obra.

Qualidade aprimorada: Quando componentes estruturais e de infraestrutura são perfeitamente integrados aos requisitos de planejamento arquitetônico, os objetivos funcionais e estéticos são melhor atendidos, aumentando a qualidade de todo o processo e do resultado final.

Ao trabalharem com colaboração,  arquitetos e engenheiros alcançam os melhores níveis de criatividade e eficiência.

E você, conhece outras vantagens da colaboração entre arquitetos e engenheiros que possamos ter deixado de lado neste artigo? É arquiteto ou engenheiro e sente algum desafio nessa colaboração? Comente aqui embaixo!

Ah, e se você gosta de conteúdos relacionados a loteamentos, arquitetura, decoração e inovação, não deixe de assinar a newsletter do nosso blog. Assim, você não ficará de fora de nenhuma novidade!

Posts relacionados

Deixe um comentário