Guia definitivo para acertar na escolha do sofá

Guia definitivo de como acertar na escolha do sofá

A sala de estar é um dos ambientes de casa preferidos pela maioria das pessoas. Afinal, é nesse espaço que você consegue relaxar, depois de um dia estressante, e assistir ao seu programa favorito na TV. É, também, o local ideal para reuniões entre amigos, principalmente quando falamos de casas ou apartamentos compactos, por exemplo. E um dos itens mais importantes da sala é o sofá.

O sofá provavelmente será o maior móvel que você terá dentro da sua sala e ele influenciará toda a decoração deste ambiente. Pensando nisso, a equipe da InstaCasa criou um guia definitivo de como acertar na escolha do sofá, levando em consideração o seu estilo, o seu espaço e, claro, o seu bolso!

Exemplo de sofá combinando com almofadas, manta e mesinha de canto.

Como acertar na escolha do sofá? Ele precisa combinar com o seu estilo

Na hora de escolher o sofá ideal para a sua casa, é importante pensar que ele precisa combinar com o seu estilo. Então, como você vai usá-lo? É só para assistir TV? É para bater papo com a família? Servirá para reunir os seus amigos, transformando a sala em um ambiente mais descontraído? Ele poderá servir de cama para eventuais hóspedes da sua casa? Você precisa ter isso muito claro em sua cabeça porque o uso do sofá te ajudará a escolher o melhor modelo!

Outro ponto muito importante é entender que o sofá, além de ser um móvel de descanso, também tem a função de delimitar o espaço no ambiente em relação ao resto dos móveis, servindo como um parâmetro para a mesa de centro, poltronas, tapete, rack etc.

Ainda falando sobre estilo, o sofá precisa “casar” com a sua personalidade. Apesar de ser um item no qual as pessoas preferem utilizar tons mais neutros, você pode deixar sua imaginação fluir para que a sala combine com o seu estilo. Por exemplo: você pode escolher um sofá em um tom sóbrio, como o cinza, e colorir o ambiente com almofadas, o tapete e os quadros escolhidos para decorar a sua parede. Ou, se gostar de ousar, pode escolher um sofá mais colorido.

Exemplo que demonstra a necessária escolha do sofá correto para que os espaços fiquem corretamente delimitados.

Os melhores revestimentos para o seu sofá

Quando você vai em uma loja escolher os móveis para a sua casa, já deve ter se deparado com diversos tipos de revestimentos para sofá, não é mesmo? Alguns mais brilhosos e sedosos, alguns que tem a aparência de serem mais fofinhos e quentes, podem ser de tecido ou de couro, mas qual a diferença entre eles?

Neste tópico, falaremos sobre os melhores revestimentos para o seu sofá, para te ajudar nesse incrível missão de encontrar o móvel ideal para a sua sala:

  • Couro natural: é a mais tradicional das opções, extraído de pele animal. Ele passa por processos para garantir a sua durabilidade e qualidade única. É mais resistente que o “couro” sintético, porém menos maleável, dependendo do processo de fabricação. Seu valor é alto, porém é um ótimo investimento a longo prazo, pois as peças conservam-se bonitas por longo período se limpos e hidratados;
Exemplo de sofá de couro natural.
Produto: Fiori Sofás
  • Couro sintético: o couro sintético, mais acessível, também é conhecido por courino e courvin. Ambos são malhas artificiais maleáveis, feitas mais especificamente de polímeros termoplásticos como poliuretano (PU), polipropileno (usado em bolsas) e/ou polivinílicos. Tais malhas também podem ser feitas de nylon, algodão ou sarja. São resistentes, mas não tanto quanto o couro natural;
Exemplo de sofá com couro sintético.
Produto: Shoptime
  • Suede: o tecido suede é muito famoso e popular. O tecido, geralmente composto de poliéster, é normalmente fabricado na China. Apesar da popularidade, o tecido para sofá suede não é indicado para ambientes externos ou para quem busca uma maior durabilidade. Esse tecido é muito parecido com o veludo e desbota com facilidade;
Exemplo de sofá suede.
Produto: Mobly
  • Chenille: algodão, seda e lã são os materiais que compõem o tecido chenille. Sua principal característica são seus vincos que marcam o tecido. Com toque macio e aveludado, o tecido proporciona muito conforto e aconchego. Sua principal desvantagem é que o material não é tão fácil de limpar devido ao estofado que o tecido apresenta, sendo uma má escolha para quem é alérgico, apresenta algum problema respiratório ou até mesmo quem possui animais de estimação dentro de casa.
Exemplo de sofá Chenille.
Produto: Submarino
  • Veludo: por se tratar de um tecido quente, o sofá de veludo é excelente para cidades mais frias. Entretanto, qualquer sujeira ou mancha aparece facilmente no tecido e, por isso, alguns cuidados especiais são necessários para preservar o sofá;
Exemplo de sofá de veludo.
Produto: Westwing
  • Sarja: o tecido de sarja para o sofá representa um estilo muito mais barato e prático, ao lado da lona e do couro sintético. Ele é um dos tecidos mais agradáveis para quem deseja combinar elegância com conforto e refrescância. É extremamente maleável e muito resistente, além de não absorver as sujeiras com facilidade;
Exemplo de sofá de sarja.
Produto: Mobly
  • Linho: linho é uma opção de tecido para sofá que une como poucos qualidade e beleza. O tecido é resistente, durável, antialérgico e muito mais fácil de limpar quando comparado ao chenille ou ao suede. Apesar de não ser totalmente impermeável, o linho absorve bem menos líquidos do que outros tipos de tecido.
Exemplo de sofá de linho.
Produto: Mobly
  • Aquablock: pensado para varandas e áreas externas, é um tecido mais rígido e seco, porque é recomendado para sofás que constantemente podem ser expostos à água. É, portanto, um tecido bastante funcional. Ele bloqueia não só a penetração de líquidos, mas também a de poeira, o que garante a durabilidade e beleza do sofá por bastante tempo. A limpeza, portanto, é bastante simples. O Acquablock é feito de fibras de algodão e poliéster que são protegidas por uma resina extremamente resistente, o que configura sua impermeabilidade. Mesmo recebendo alta carga tecnológica e tendo essa rigidez maior do que os demais, o acabamento do Acquablock não tem um aspecto plastificado, mas é macio, versátil e tem uma textura muito agradável;
Exemplo de sofá acquablock.
Produto: Shoptime

Além dessas opções de revestimentos, você pode optar por impermeabilizar os tecidos com profissionais especializados nesse tipo de serviço ou, ainda, apostar nas capas de sofá.

Exemplo de sofá revestido com capa.
Produto: Shein

Acertando na escolha do modelo sofá

O sofá com linhas retas tem um design mais clássico e atemporal. Esse modelo costuma ser o mais vendido. Por sua vez, os sofás mais baixos e mais arredondados podem deixar a decoração da sua sala mais formal, e por isso são extremamente comuns em alguns filmes dos anos 90, quando ficaram muito populares. Nos modelos de entrada geralmente são fixos e não contam com a tecnologia retrátil.

Muito queridinho pelos decoradores e por aqueles que amam passar o sábado jogando ou maratonando a série preferida em aplicativos de streaming, existe o sofá chaise. Chaise quer dizer “cadeira longa”, e é um termo francês que caracteriza um tipo de assento estofado onde as pessoas podem se sentar e ficar com as pernas esticadas, ou até mesmo deitar-se com uma leve inclinação na cabeça. Neste modelo, também encontramos aqueles com chaise retrátil, já muito comuns nos lares brasileiros, que são aqueles que mantém essa cadeira longa “escondida” durante o dia a dia, mas que permite a sua expansão quando for necessário.

No mercado, ainda é possível encontrar os sofás modulados e estes não poderiam ficar de fora do “Guia definitivo de como acertar na escolha do sofá”. Eles são incríveis e versáteis por permitirem que você mude a configuração da sua sala com facilidade, apenas trocando as peças de lugar.

O sofá de canto, ou sofá em “L”, é uma excelente opção, também, porque foi desenvolvido para acomodar várias pessoas, além de ter várias configurações diferentes, oferecendo mais possibilidades para explorar o espaço útil do cômodo. Outra vantagem é que, embora seja uma peça maior, seu formato ajuda a aproximar as pessoas no ambiente, tornando-se excelente para entreter visitas.

Por fim, temos o sofá-cama, que permite movimentar a estrutura para se transformar em cama e vice-versa. Uma solução bem prática para quem costuma receber hóspedes ou não dispõe de vários espaços.

E quanto à estrutura do sofá? 

Os modelos de sofá que possuem uma estrutura que quase encosta no chão dão uma ideia de solidez, mas são um pouco mais pesados e costumam dificultar a limpeza da sala, uma vez que é necessário arrastá-lo para tirar a sujeira que está por baixo.

Em contrapartida, modelos mais esbeltos e com os pés aparentes, são excelentes para a limpeza e, também, para ambientes menores, uma vez que, por não interromperem visualmente a extensão do piso, geram a sensação de que o ambiente é maior.

Exemplos de sofá mais profundo, quase que grudado no chão, da Marabraz, e sofá com "pézinhos", da Mobly.
1. Marabraz | 2. Mobly

Aqui, neste tópico, também vale falar mais um pouco sobre materiais: o que mais define a durabilidade de um sofá é a composição do tecido. Por exemplo: fibras naturais, como lã, algodão e linho, costumam ser mais frágeis e, consequentemente, desgastam mais com o tempo e o uso. Por sua vez, sofás que mesclam fibras sintéticas, como o poliéster, com fibras naturais, costumam ter maior durabilidade.

Outra coisa que define a durabilidade do sofá é a estrutura interna. Em geral, as estruturas internas dos sofás são feitas com madeira de reflorestamento tratada, como pinus ou eucalipto. A densidade da espuma também pode variar bastante, geralmente entre 26 e 33 g/cm³, o que significa uma espuma mais macia ou mais rígida. Alguns fabricantes, hoje em dia, utilizam molas na estrutura, o que garante que o sofá manterá a sua forma original por mais tempo, sem deformações. 

Como escolher o tamanho do sofá?

Na hora de escolher o tamanho do seu sofá, defina quanto e como você vai usar. Os sofás mais profundos costumam ser mais confortáveis, principalmente se você curte acompanhar um futebol no domingo de tarde, com uma cervejinha gelada na mão. Em contrapartida, como tudo que tem dois lados, esse tipo de sofá costuma “roubar” o espaço do ambiente. Então, se a sua sala é compacta, pense duas vezes antes de comprar um sofá muito grande.

Pessoas comemorando uma partida de futebol na frente da TV, sentadas no sofá.

Um sofá com encosto mais alto é perfeito para quem vive reclamando de dor nas costas, porque ele dá um apoio super bacana e confortável para que essa região do seu corpo descanse. Quando o encosto é muito baixo, você perde um pouco essa vantagem, mas, por outro lado, deixa a sala com um ar muito mais descolado e moderno. A altura do assento também costuma variar. Quanto mais alto, mais tradicional. Baixo, mais contemporâneo e moderno.

Vale a pena, neste tópico, falar sobre a largura dos braços do sofá. Braços muito largos costumam ocupar um espaço considerável da sala, diminuindo o tamanho do assento, por exemplo. Se o ambiente for mais compacto o ideal é que você aposte em sofás com braços mais estreitos, que sirvam somente para descanso dos braços. Ainda assim, se optar por um braço mais largo, aproveite-o como suporte para aquelas esteiras de madeira para colocar o copo. Isso otimizará o seu espaço e evitará aquelas manchas molhadas em cima da mesinha de centro, por exemplo.

Tenha em mente, ainda, que sofás grandes não são, necessariamente, mais confortáveis. Por isso, quando for escolher o seu, na loja, sente, deite, se esparrame e veja o que melhor se encaixa com o seu corpo. Até porque, um sofá mais barato, pode cobrar o seu preço futuramente, causando desconforto em seus usuários.

Pessoa relaxando no sofá.

E aí, curtiu o nosso guia definitivo de como acertar na escolha do sofá da sua casa? Conta pra gente na caixa de comentários logo abaixo!

Ah, e se você quer ficar por dentro de outras novidades do nosso blog, assine nossa newsletter e não perca nenhum conteúdo!

Faça parte do mundo de Arquitetura e Tecnologia para Loteamentos.

Assine nossa Newsletter e descubra como!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

3 Comentários

    Excelente!!!

    Que matéria incrível! Adorei!

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.