Como escolher tinta para a sua casa

Como escolher tinta de parede de forma correta?

Se você está construindo ou reformando a sua casa, certamente pensa sobre como fazer com que as paredes tenham mais vida, mais cor, e sejam mais bonitas e impactantes. Compor ambientes residenciais costuma ser como pintar um quadro, inclusive no momento de escolher o revestimento que será utilizado: todos os fatores importam.

Caso você opte por pintar suas paredes, o que é bastante comum na maioria das casas, uma pergunta que frequentemente surge é: como escolher a tinta correta? Na série #DicasDeObra desta semana, separamos 3 dicas incríveis que te ajudarão a descobrir como escolher tinta de parede. Preparado? #BoraLá 😊

1. Defina o material e o ambiente no qual a tinta será aplicada

Apesar da grande variedade de tipos de tintas existentes no mercado, bem como a extensa gama de cores que podem ser escolhidas, o primeiro passo deve ser o ambiente e o objeto no qual ela será aplicada. Isso significa se perguntar: vou aplicar essa tinta em uma parede externa ou em uma parede interna? E, ainda, vou pintar alguma madeira ou outro material, como metal?

Quando falamos sobre ambientes, é interessante pensar se o ambiente será molhado, como é o caso do banheiro ou da cozinha, pois isso também influencia diretamente na escolha da tinta e na consequente qualidade da pintura.

Defina o ambiente no qual a tinta será aplicada

2. Conheça os tipos de tintas disponíveis

Caso já tenha ido em alguma loja de material de construção, deve ter reparado na enorme variedade de tintas disponíveis. Cada tipo de tinta se adequa a uma necessidade diferente. Vamos te ajudar a entender melhor alguns tipos de tintas. Caso goste da ideia, já indicamos algumas opções boas para você levar à sua casa e aprender, definitivamente, como escolher tinta de parede:

  • Látex ou PVA: a tinta látex ou PVA possui acabamento fosco e costuma ser indicada exclusivamente para a área interna seca. Sua aplicação pode ser feita em alvenaria, gesso e madeira. Esse tipo de tinta tem uma base solúvel em água e possui secagem rápida. Paredes pintadas com tinta látex ou PVA podem ser limpas apenas com pano úmido;
Látex ou PVA - Suvinil
Imagens: Telhanorte
  • Acrílica: a tinta acrílica, apesar de ser similar à tinta látex, contém algumas resinas acrílicas em sua composição, o que faz com que ela seja mais resistente e possa ser utilizada, além de internamente, nas paredes externas da casa e em áreas molhadas, como banheiro, lavanderia e cozinha. Essa tinta possui 3 tipos de acabamento: fosco, semibrilho e acetinada. Permite pintura em cerâmica porosa, cimentados, tijolo, alvenaria, gesso, reboco com cal, concreto;
Acrílica Coral
Imagem: Telhanorte
  • Esmalte: resistente à chuva, a tinta esmalte tem acabamentos fosco, alto brilho ou acetinado. Ideal para superfícies de madeira ou metal, em áreas externas. Existem dois tipos de esmalte: o solúvel em água e o solvente. Ela deve ser aplicada com rolo de espuma ou com um pincel;
Esmalte Suvinil
Imagem: Tintomax
  • Verniz: o verniz é usado para proteger superfícies como a madeira, em ambientes internos e externos. Possui variedade de cores e acabamentos, para além de proteger a superfície, deixá-la brilhante e com a cor mais viva;
Verniz suvinil
Imagem: Loja Politintas
  • Óleo: acabamento fosco ou brilhante, a tinta óleo é impermeável e mais utilizada, comumente, em móveis, portas e janelas, feitos de madeira, ferro ou aço;
Óleo Suvinil
Imagem: Tintas Verginia
  • Epóxi: a tinta epóxi é utilizada, costumeiramente, em locais que necessitam de alta durabilidade e resistência à umidade, água, substâncias químicas e abrasão, como, por exemplo, pisos, azulejos e fibras de vidro em banheiros e cozinhas. Devem ser aplicadas sempre por mão de obra qualificada por conta do preparo específico do material e da superfície.
Epóxi Suvinil
Imagem: Telhanorte

3. Escolha as cores das tintas de acordo com a iluminação

Já falamos em nosso blog que as cores estão diretamente ligadas às nossas mais primitivas memórias. Não somente pelos aspectos físicos, mas também por uma construção social e cultural. Além disso, as cores são capazes de evidenciar detalhes e, também, propiciar um conjunto de emoções ou efeitos visuais. Por isso, essa escolha é tão importante quando falamos sobre pintar as paredes de casa.

Mas além de pensar na cor, você deve escolher as tintas de acordo com a iluminação que incide no ambiente da sua casa. Isso porque, caso a luz natural seja predominante, a cor será mais verdadeira. Se a iluminação artificial for incandescente, os tons ficarão mais quentes e amarelos. Caso opte por uma iluminação artificial fria, a parede terá um tom azul acentuado.

Por exemplo, neste projeto da InstaCasa, foi aplicada o tom de cinza, com iluminação indireta gerando suavidade e conforto, em uma parede de destaque do ambiente:

Vale lembrar, neste tópico, que todas as cores são muito bem-vindas em todos os cômodos, pois levam alegria e sensação de “cara nova” para os ambientes. Basta dosá-las de acordo com o seu gosto pessoal.

Além disso, é muito importante que você teste as cores antes de aplicá-las em toda a superfície. Assim, você terá certeza de que ela dará match com a sua ideia inicial, evitando retrabalhos.

Muita gente sugere que, antes de sair pintando e comprando um galão gigante de tinta, você compre um pequeno para teste. O custo pode ser maior, mas a recompensa pode ser melhor.

Escolha as cores das tintas de acordo com a iluminação

E aí, curtiu essas dicas de como escolher tinta de parede? Assine nossa newsletter para ficar por dentro de outros conteúdos super interessantes elaborados semanalmente pela equipe da InstaCasa!

Faça parte do mundo de Arquitetura e Tecnologia para Loteamentos.

Assine nossa Newsletter e descubra como!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

1 Comentário

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.