Como escolher a caixa d'água ideal

Escolhendo a caixa d’água de forma correta

Quando você começa a pensar na casa dos seus sonhos, inúmeras questões vêm à mente: quantidade de dormitórios, estilo do projeto de arquitetura, o custo da obra, os pisos ideais para cada um dos cômodos, estilos de decoração, a mobília que mais combina com os revestimentos das paredes… Mas um item (que é SUPER importante), muitas vezes, passa batido: a caixa d’água.

No decorrer desse texto, a equipe de especialistas da InstaCasa te ajudará a entender como escolher a caixa d’água de forma correta, para que ela atenda às suas necessidades da melhor forma possível, sem te deixar na mão.

Para que serve a caixa d’água?

Antes de falarmos sobre os materiais e tamanhos da caixa d’água, vamos deixar bem claro a sua utilidade e, também, funcionalidade.

A caixa d’água (que também pode ser chamada de reservatório doméstico) possui duas finalidades:

  • Diminuir a pressão da água que entra na sua casa, deixando-a adequada para seu uso mais econômico, evitando sobrecargas nas tubulações internas e, ainda, estimulando um consumo consciente.
  • Como uma garantia de continuidade do abastecimento da casa quando ocorre alguma interrupção temporárias do fornecimento de água, o que geralmente ocorre quando a rede de abastecimento da sua região faz reparos e/ou manutenções das redes de distribuição.
Caixa d'água

Materiais para a caixa d’água

De forma geral, existem três tipos de materiais que podem ser usados na fabricação de uma caixa d’água. São eles:

  • Polietileno: Dura em torno de 30 anos. É a mais comum encontrada no mercado. O custo da caixa d’água é acessível, variando de R$ 200,00 até mais de R$ 2.000,00, dependendo do tamanho. O material é, basicamente, uma resina termoplástica parcialmente flexível, obtida através da polimerização do etileno;
Exemplo de caixa d'água de polietileno.
Imagem: Leroy Merlin
  • Fibra de vidro: Caixas d’água de fibra de vidro duram mais que as feitas de polietileno, mas são mais frágeis. São consideradas sustentáveis, pois agridem menos a natureza. A caixa de fibra é atóxica. Higiênica, pode ser esterilizada apenas com vapor de água. Por ser semi-isotérmica, a troca de calor com o ambiente externo é bastante reduzida. O seu custo é mais elevado, podendo variar de R$ 600,00 a mais de R$ 6.000,00;
Exemplo de caixa d'água de fibra de vidro
Imagem: Acqua Fort
  • Aço Inox: Super resistentes e higiênicas. Apesar de serem mais pesadas e mais caras, este material tem uma vida útil maior. Esse tipo de reservatório conserva a água em temperatura ambiente, totalmente livre de impurezas e microrganismos, assim, garantindo mais saúde e qualidade de vida para todos os seus consumidores. Seu custo é, normalmente, acima de R$ 1.000,00.
Exemplo de caixa d'água de Inox
Imagem: Copafer

E qual o tamanho ideal para a minha caixa d’água?

O recomendado é fazer o cálculo sugerido pelas empresas, para que caixa d’água tenha reserva de água suficiente para dois dias. A conta padrão feita, para uma casa, considera que cada morador utiliza 150 litros de água por dia. Então, vamos ao cálculo: multiplica-se a quantidade de pessoas que moram em casa pela quantidade de litros que cada pessoa poderia consumir (150L) mais a quantidade de dias que queremos ter água da caixa.

Número de moradores x 150L x 2 dias = Quantidade de Litros

Entretanto, é importante lembrar que este cálculo é feito somente para quem mora em casas. Para apartamentos, o consumo é diferente por conta da pressão da água.

As caixas d’água pequenas de 250L, 310L e/ou 500L são indicada para casas de até dois moradores. Já a caixa d’água de 750L a 1500L é a opção para abastecer uma família de cinco pessoas. Em construções com 10 a 15 moradores, como costuma ser o caso de pequenos condomínios, o ideal é adquirir caixa d’água de 1750L a 5000L. Compre uma caixa d’água acima de 5000L caso mais de 20 pessoas morem no local.

É possível escolher apenas uma caixa, com um volume próximo do que você e sua família precisam, ou ajustar o espaço para duas ou mais caixas d’água e, assim, obter o volume necessário. A vantagem de usar pelo menos duas caixas é distribuir o peso sobre a laje e permitir a limpeza do sistema sem interromper o abastecimento.

Se você curtiu esse artigo, não se esqueça de se inscrever em nossa newsletter e ficar por dentro dos nossos conteúdos semanais de arquitetura, inovação e tecnologia!

Faça parte do mundo de Arquitetura e Tecnologia para Loteamentos.

Assine nossa Newsletter e descubra como!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.
Ops! Captcha inválido, por favor verifique se o captcha está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.